Jornal - Linux News

Linux Mint 19 - Está conquistando meu desktop

 
Imagem de juliano ramos
Linux Mint 19 - Está conquistando meu desktop
por juliano ramos - sexta, 6 Jul 2018, 15:20
 

"O cinnamon está incrível"


O Linux Mint é sem sombra de dúvidas uma das melhores distribuições de Linux para o ambiente desktop. Eu particularmente, não me dei muito bem com as primeiras versões do cinnamon e acredito que por isto, nunca mais usei o Mint desde suas primeiras versões com este ambiente.

Mas, desde a versão beta do Mint 19 tenho utilizado o sistema diariamente para meus afazeres cotidianos, que incluem: Gravar vídeos diariamente para o canal, ministrar aulas, escrever meu livro, prestar consultoria remota SSH, ouvir música no spotify, assistir netflix, usar as redes sociais e jogar alguns poucos games que tenho na Steam.

O que me surpreendeu neste sistema é que eu realmente aprendi a gostar do Cinnamon, que nesta versao 3.8 é rápido, estável e de fácil personalização.

Instalei através do UKUI (preguiça de compilar na unha) - Ubuntu Kernel Update Utility a versão mais recente do kernel 4.17 (Tem uma postagem aqui na rede sobre como instalar este aplicação) e o sistema está voando.

Arrisco-me a dizer, que é bem possível que ele fique em meu desktop padrão de trabalho, já que está se saindo bem em tudo o que estou fazendo no dia-a-dia. Para servidores e meus cursos, ainda continuo com nosso bom e velho Debian, mas como tempo é dinheiro; no desktop, quero algo simples, rápido, com aplicações que poupem meu trabalho e ele está se saindo muito bem.

Eu sempre usei um script em shell para meus backups em qualquer distribuição de linux, tenho um servidor de arquivos NFS que fica ligado o dia todo e aqui em casa, todos salvamos fotos e coisas importantes nele. Mapeado no notebook de minha sobrinha, do meu pai, da minha irmã e até no das crianças, o timeshift foi interessante, por quê posso incluir este arquivo no backup.

Enfim, para quem procura ter um ambiente desktop simples, fácil e funcional. Deve dar uma atenção ao Linux Mint 19.